Leituras

Organização

Cotidiano

Uma Proposta Irrecusável – Jill Mansell

Uma Proposta Irrecusável – Jill Mansell

Uma Proposta Irrecusável é um dos inúmeros livros que ficaram esquecidos na minha estante. E como nesse ano de 2021 decidi dar uma alavancada nas minhas leituras, ele foi um dos livros escolhidos para este mês de maio.

Por ter uma escrita leve, em contra ponto a outra leitura do momento, achei que o livro poderia ser um bom escape, contudo, mesmo tendo todos esses elementos nem tudo foram flores, e nessa resenha vocês vão saber o porquê.

Enredo

Uma Proposta Irrecusável possui um enredo simples: garota pobre, namorado rico; a mãe não gosta muito dela e faz uma proposta difícil de recusar, como diz bem o título, mais clichê que isso impossível, mas o problema não foi o clichê. O que realmente me incomodou nesse livro foi o momento da revelação da proposta.

Tudo foi extremamente rápido, no início da leitura teve a grande revelação, e a personagem começou a viver com o estigma de ter aceito a proposta. A partir disso a narrativa em alguns momentos é confusa, com foco não apenas em Lola, mas em outros dois personagens.

Não me incomoda narrativas com mais de um ponto de vista, contudo em momento nenhum  é introduzido na narrativa que teria mais de um ponto de vista, isso simplesmente é jogado.

O enredo, em minha opinião, poderia ter sido melhor desenvolvido, e alguns aspectos apresentados de uma forma menos confusa. Acredito que grande parte do problema tenha sido a própria diagramação e também a forma como a autora estruturou o livro.

Por outro lado, mesmo com todos os problemas na narração, diagramação e até mesmo do enredo, no fim até que foi uma leitura divertida. Algumas perspectivas eram melhores do que outras, e a personagem principal definitivamente não foi a minha favorita.

Uma Proposta Irrecusável - Jill Mansell

Essa sinopse me iludiu horrores!

Personagens:

Como havia dito, a narração é dividida em três perspectivas: Lola,  Gabe e Sally. Lola, a personagem que “deveria” ser a principal, foi a que menos gostei. Achei as atitudes dela em vários momentos muito estranhas. Ela era uma mulher bem sucedida, mas  ao reencontrar seu grande amor da adolescência ela literalmente começou a se comportar como uma adolescente.

Em vários momentos eu fiquei tão irritada com ela, que interrompia a leitura apenas para revirar os olhos e sentir vergonha alheia. Talvez personagens como ela não me agradem mais, e enredos em que a personagem se humilha e sai atrás do outro implorando por amor realmente não são mais para mim.

Por outro lado, Gabe e Sally foram bem mais divertidos de acompanhar. Gabe teve alguns problemas no início do livro e precisou conviver com as consequências de algumas escolhas imprudentes. Mas em uma de suas partes ele teve uma atitude tão incrível ao ajudar uma personagem a recuperar a autoestima dela, que torcia pra ter mais partes narradas por ele.

Sally, a garota mimada e extremamente desorganizada, foi um alívio cômico. Em alguns momentos parecia uma adolescente como Lola, mas ao mesmo tempo os embates dela com Gabe e a forma como ela enxergava a vida e superou alguns relacionamentos bem difíceis fez com que eu tivesse muita empatia por ela.

Conclusão sobre Uma Proposta Irrecusável

O livro prometia ser uma comédia romântica leve e divertida, contudo, não foi tão divertido assim na maioria dos momentos. Se eu pudesse recomendaria a Lola assistir ao filme “Ele não está tão afim de você”, talvez ele tenha muito a ensiná-la.

Deixo a recomendação aberta, de modo geral não foi um livro terrível, mas muitas coisas no enredo eu mudaria com toda certeza. E como veredito, este será um livro que definitivamente passarei pra frente.

Obrigada por ler até aqui. Forte abraço.

Sobre a Escrita – Stephen King

Sobre a Escrita – Stephen King

ler artigo
A Última noite do Mundo

A Última noite do Mundo

ler artigo
Comece pelo PORQUÊ

Comece pelo PORQUÊ

ler artigo

Comente este post!

  • Claudia Hi

    Que coincidência Ava! Estou pra ler esse livro. A história parecia levinha e gostosa de ler. Tipo aqueles filmes de comédia romântica que você sabe o final, mas mesmo assim vale pelas cenas fofas? rs Mas agora fiquei meio assim pra começar. Vamos ver se me animo. Porque sou como você. Se não gosto da personagem principal, aí fica difícil de gostar do livro/filme.

    responder
  • Laura Nolasco

    Adorei o post! Eu costumo gostar muuuito de livros que tem ponto de vista de mais de um personagem (principalmente qdo é no ponto de vista das 2 pessoas do casal hahah) então fiquei interessada, mas também tenho preguiça de personagens assim…
    Adoro o filme Ele não está tão afim de você, acho que tem várias personagens de livros que acho que deviam assistir!! Hahahahaha
    Beijos!

    responder
  • Leslie Leite

    Oi amiga,
    Então, esse é o tipo de livro que eu também passo, haha. A não ser romance de época e chick lit, geralmente eu fujo de livros de romance, e esse me pareceu bem confuso. Ainda bem que houve alguns pontos que a salvaram de ter uma experiência de leitura totalmente ruim.
    Beijo, Blog Apenas Leite e Pimenta ♥

    responder
  • Ane

    Ava, eu estou fugindo de livros assim,
    estou preferindo romance policial, suspense…
    Bom saber sobre sua experiência com este livro.
    Aliás minha lista de livros só cresce!!
    📚😘

    responder
  • Kelen Vasconcelos

    Oi Amiga,
    É isso aí! Desenterrando os livros antigos ^^ Acho que o problema não deve ter sido o clichê e sim a forma como as coisas se desenvolveram. Com certeza não desejo ler esse livro hahahhaa. Mas eu entendi os seus pontos, te desejo sorte no seu próximo romance <3.
    Bjos
    Kelen Vasconcelos
    https://www.kelenvasconcelos.com.br/

    responder