Leituras

Organização

Cotidiano

Minha trajetória como blogueira

Minha trajetória como blogueira

Depois de duas postagens bem especiais para esse mês do blog(Por onde começar a blogar em 2021?; Por que ter um blog em 2021?), hoje gostaria de compartilhar com vocês minha experiência em todos esses anos escrevendo e administrando blogs. Minha trajetória como blogueira teve altos e baixos, abandonos, recomeços, mas no fim nunca consegui ficar muito tempo sem ter um espaço.

E é sobre esses altos e baixos que essa postagem trata. Além de ser uma forma de relembrar um pouco tudo o que já vivi nesse universo dos blogs.

Meu primeiro blog, quando tudo era mato

Meu primeiro blog foi hospedado no zip.net, uma plataforma da uol, que na época, lá em 2007, era muito popular. O meu blog não era pessoal, mas um blog sobre a minha banda favorita os Backstreet Boys.

Lembro que naquela época o Orkut era repleto de comunidades de blogs e pessoas que estavam dispostas a ensinar outras a transformar o seu espaço, para deixá-lo conforme o desejo do blogueiro.

Então, durante um bom tempo eu cuidei desse blog até criar a coragem de iniciar o meu próprio espaço. Naquela época tinha uma amiga muito querida, a Mika Kon, que era a dona do byangel.com, que me ajudou e ensinou muito. E foi a partir dali que realmente percebi que a blogosfera era uma comunidade de pessoas que gostavam de compartilhar a vida por meio da palavra escrita.

Minha trajetória como blogueira

Lola Bunny era o nome do meu primeiro blog, sei que esse nome hoje é um tanto estranho, mas naquele tempo eu gostava muito da personagem Lola dos Looney Tunes. E acabei homenageando-a no nome do meu blog.

O primeiríssimo mesmo não tinha tantos conteúdos, mas eu gostava de compartilhar muitas das coisas que hoje ainda compartilho, como: leituras, comidas, jogos, filmes. Tudo de forma muito simples e sem pensar muito na estrutura da postagem ou se alguém de fato iria ler.

Uma menção honrosa aqui é o quão o Christine Online foi importante para mim naquela época. Esse blog tinha tantas dicas e tutoriais de como editar o blog, que foi a minha salvação na hora de me aventurar na edição de códigos.

E então iniciei no mundo do wordpress.org.

Mas como nem tudo são flores, as limitações do zip.net acabaram me fazendo pesquisar outras plataformas de postagem, e então descobri o wordpress. Mas precisava de grana pra hospedagem, domínio, e naquele tempo era mais dura que pão dormido de dias. Então foi quando descobri os domínios gratuitos e um tutorial do Evelyn’s place me ajudou um bocado.

Sabem a Evelyn Regly?  Ela era dona de um dos melhores blogs de tutoriais naquela época, além de nos fornecer uns templates gratuitos muito bons. E foi assim que iniciei minha vida com domínio. Utilizei o Awardspace e foi, sucesso misturado com muita dor de cabeça pra aprender a usar e configurar tudo.

As menções honrosas daquele tempo ficam por conta do Evelyn’s Place; do Sinopse (que se tornou Difluir e a Dani é uma desenvolvedora incrível); do True-luv da Tamara, que hoje é Caramelow e tem as receitas mais gostosas dessa blogosfera; e também a Aninha com o Madly-luv, que naquela época já dava muitas dicas de html e css.

E enfim chegou a era dos domínios pagos.

Layouts raroas da época do Mandy-stories

Lembro que surgiu uma promoção de lançamento de uma plataforma de hospedagem em que o domínio + hospedagem custavam 25 reais. Na minha cabeça era uma oportunidade imperdível. Adquiri e criei logo o meu blog, o Mandy-Way.

Acontece que o provedor me enrolou o máximo possível, tanto que um amigo da era Plurk, resolveu me dar um domínio e hospedagem no servidor dele de graça.

Depois do Mandy-Way tive também o Mandy-Stories e esse durou mais um tempinho, até o meu primeiro hiatos no mundo dos blogs.

Recomeço…

A corujinha clássica do Você é o que lê

Depois de alguns anos, mais especificamente com o fim da faculdade, fiquei com muita saudade de ter um espaço para compartilhar, especialmente tudo o que lia. Então criei o Você é o que lê.

Inicialmente no blogspot, depois migrei com uma hospedagem. O nome continuou o mesmo mas a URL ficou como amanda-almeida.com. Nada de apelidos. Só o meu nome mesmo. E esse blog durou muito tempo.

Com ele tive parcerias, algumas publicações pagas, muitas resenhas. Mas as coisas foram mudando e eu também mudei muito. E por conta de muitas situações da vida, trabalho, estudo para concurso tomei a decisão de fechar o blog.

Não foi uma decisão fácil, mas naquele momento foi necessária.

Até que em 2019…

Minha trajetória como blogueira
A muitas logos do apenas AVA 😀

Até que em 2019 senti muita saudade de ter um espaço, de escrever, de compartilhar, então criei o Apenas AVA. No início queria apenas ter um lugar onde pudesse retornar as origens e escrever coisas do cotidiano.

Contudo, hoje tenho por esse espaço um carinho tão grande, que além de um pouco da minha vida, também gostaria de compartilhar um pouco de conhecimento com vocês.

Quero me dedicar a ele, e não quero fechá-lo. Muito pelo contrário, quero que ele cresça e seja útil de alguma forma.

Futuro

Minha trajetória como blogueira me trouxe até onde estou. Tenho arrependimentos, claro, como qualquer pessoa, mas acho que tudo aconteceu como realmente deveria acontecer.

Para o futuro desejo apenas que esse espaço continue sendo um lugar agradável de se estar e que de alguma forma seja muito útil para vocês.

Obrigada por sempre passarem por aqui e espero que tenhamos ainda muitos e muitos anos nessa blogosfera.

Abraços,

Setembro foi assim…

Setembro foi assim…

ler artigo
Organizando… ou melhor, tentando me organizar.

Organizando… ou melhor, tentando me organizar.

ler artigo
Agosto foi assim…

Agosto foi assim…

ler artigo
Por onde começar a blogar em 2021?

Por onde começar a blogar em 2021?

ler artigo

Comente este post!

  • Jaqueline

    Ameeei saber mais da sua tragetória. Os seus layouts antigos são tão famliares, agora não lembro se te acompanhava desde lá hahaha. Evelyn’s Place, Difluir, Madly-Luv e True-luv eram meus queridinhos. Um dos meus blogs teve o template da Dani por uns bons anos. Nossa que saudades <3

    responder
  • Leslie Leite

    Oi AVA,
    Eu não sabia da existência dessa plataforma da UOL, nessa época, há tipo quinze anos atrás, eu estava começando nos flogs, tive vários, mas nenhum era pessoal, eu postava fotos de artistas que estavam em alta.
    Quando você falou em Lola Bunny eu já lembrei da personagem por que também gostava muito dela. Meu primeiro blog se chamava Caderno de Confidências e eu também nem pensava muito na estrutura dos textos e se alguém leria, até que eu recebi um comentário de hater e desanimei totalmente. Só voltei pra blogosfera em 2013, quando criei o Apenas Leite e Pimenta e assim ele segue até hoje.
    Gostei de conhecer sua trajetória e percebe-se que você é blogueira raiz, haha. E por mais que a gente ás vezes fique em hiatus, uma vez blogueira, pra sempre blogueira!
    Beijo, Blog Apenas Leite e Pimenta ♥

    responder
  • Lady Samy

    Amei sua trajetória. É incrível ver que percorríamos pelo mesmo caminho na blogosfera e nem mesmo se conhecer. Saudades do tempo que todos liam os artigos dos blogs. E rede sociais eram somente o facebook. Tempo bom.bjs
    Blog Lady Samy/Facebook/Instagram/Youtube

    responder
  • Váh

    Que legal saber da sua vida nos blogs e como tudo começou!!!
    Hoje em dia eu penso que eu deveria ter criado meu blog a mais tempo, mas sempre ficava receosa e só fui criar em 2014. Mas ter um blog é uma experiência tããão legal que sempre existe tempo.
    Muito bacana suas postagens sobre os blogs e todo esse universo! ♥

    https://www.heyimwiththeband.com.br/

    responder
  • Claudia Hi

    Que legal Ava! Adorei conhecer sua história blogueirística! Espero que você continue aqui por muito tempo. Eu adoro poder te acompanhar de uma forma mais slow (que não seja instagram). Fico feliz quando vejo suas postagens mensais. Por algum motivo eu gosto de ver o que as pessoas estão aprontando em suas vidas rs Mas te entendo sobre essa sensação de querer se sentir útil. Eu também sofro bastante com isso. Parece que só criar porque se gosta não é o suficiente. Precisa ter um motivo maior, um propósito que seja benéfico pra você e para os outros. Bom, se você descobrir me avise. Eu te aviso se eu descobrir rs

    responder
  • Renata Carvalho

    Ai gente eu curto TANTO ler a trajetória das pessoas no mundo da blogosfera pq só quem está inserira mesmo nela sabe o quanto esse cantinho na Internet é especial, para o qual sempre voltamos.
    Que bom que vc resolveu voltar pra cá, pq quem ganha não é só vc com esse espaço especial, mas também nós leitores que amamos tudo o que vc escreve, dá um quentinho no coração. ♥

    Beijos,
    Livro de Memórias

    responder
  • Kinga

    Great recap ❤

    responder
  • Emerson

    Ahhh! Adorei acompanhar sua evolução no mundo dos blogs. Isso aí! Muito sucesso!

    Bom fim de semana!

    OBS.: O JOVEM JORNALISTA está em Hiatus de inverno de 02 de agosto à 02 de setembro, mas comentaremos nos blogs amigos nesse período. Mesmo em hiatus, o blog tem um post novo, não deixe de conferir.

    Jovem Jornalista
    Instagram

    Até mais, Emerson Garcia

    responder
  • Thais

    Mulher me identifico totalmente com a sua história!

    Quando conheci o mundo dos blogs eu ainda estava no ensino médio, mais precisamente em 2012.
    Criava tantos blogs, era a minha paixão kkk.
    Mexer nos códigos, e desbravar tudo relacionado a blogosfera.

    Com o tempo os blogs foi perdendo a visibilidade, e eu acabei excluindo os meus blogs.
    Mas de um tempo pra cá me bateu uma saudade daquele tempo, que eu resolvi criar o meu blog de novo e voltar a compartilhar tudo que deixa o meu coração mais quentinho.

    Prazer conhecer seu blog/conteúdo

    Bjs

    https://thaisbaruk.com.br

    responder