Leituras

Organização

Cotidiano

Dos desafios da Criação de Conteúdo

Dos desafios da Criação de Conteúdo

Há algum tempo tenho refletido sobre criação de conteúdo e o porquê de cria-lo. No início era apenas uma forma de compartilhar a vida ou apenas transformar essa ferramenta em uma extensão dos meus pensamentos. Mas sinto que hoje ela se tornou muito além de apenas isso.

Tudo hoje é conteúdo, desde um texto extenso até uma simples foto publicada. Mas até que ponto a criação de conteúdo sai de dentro da linha do saudável e começa a nos trazer mais malefícios do que benefícios.

Relembrando um pouco…

Comecei a utilizar a internet em 2004. Tive meu primeiro blog aos 17 anos, em 2007. De lá pra cá tudo mudou radicalmente, até parece que vivemos inúmeras vidas em um espaço de tempo de pouco além de 10 anos.

E uma das coisas que mudou drasticamente é a forma como consumismos as coisas. Filmes, livros, conteúdos em geral romperam a barreira restritiva de alguns canais e se tornaram mais acessíveis em outros. E o mesmo aconteceu com o conteúdo.

Não precisamos mais de jornais, revistas, tv para ter acesso a ele. O mundo online se tornou a plataforma principal de consumo, e qualquer um pode produzir. E nesse mar de produtores de conteúdo, eu me encontro, mesmo que tímida.

Por mais idas e vindas, ainda permaneço aqui nessa jornada que iniciou aos meus 17 anos e que hoje aos 31 me vejo estudando a respeito e refletindo sobre todo esse universo. Mas ao mesmo tempo não quero que isso se torne um peso que possa futuramente ser mais pesado do que eu realmente possa carregar.

Quero produzir, me sentir produtiva criando algo bom, ajudar de alguma forma as pessoas que estão aqui consumindo o que escrevo, mas tudo isso no meu tempo, sem pressa e aquela necessidade absurda de sempre estar correndo atrás da última tendência.

Criação de conteúdo

Olhar para trás não é uma opção.

Por muitas vezes já senti a culpa de não ter feito mais durante todos esses anos. Poderia ter ido mais longe, poderia ter feito isso ou assado. Poderia… Simplesmente poderia. Mas não fiz.

Do que adianta olhar para trás quando o passado não volta. As oportunidades não retornam, a vida não é mais a mesma, e hoje acredito piamente que de fato talvez tenha sido melhor.

Pensando como a Amanda de 31 anos e na forma que pretendo criar coisas, e “conteúdo” é uma delas, creio que talvez um ritmo leve seja o mais adequado para a minha realidade. Ainda tenho uma infinidade de coisas guardadas na minha mente e coração, mas o frenesi da produção não é a melhor forma de compartilhar o que está guardado aqui dentro.

Quero compartilhar coisas boas que aconteceram, o que tenho lido e estudado, conhecimentos adquiridos que possam ajudar vocês. Mas quero fazer isso com paz e tranquilidade. Há muito tempo não tenho tido a clareza do que realmente quero. E pela primeira vez acho que cheguei a um denominador comum que pode dar certo.

Criação de conteúdo…

Todos nós que estamos nesse universo somos de alguma forma criadores. Temos essa semente plantada que pode ser ignorada, mas que para a grande maioria é impossível. Criar é uma necessidade. E entendendo essa necessidade é possível encontrar o melhor caminho para o compartilhamento.

O que eu posso dizer para vocês nessa postagem é criem. Do seu jeito, com as suas ferramentas, sem a cobrança excessiva por perfeição. O tempo é o responsável pelo aperfeiçoamento. Não espere correr uma maratona sem antes começar a caminhar.

O mesmo se aplica a criação. Aos poucos, com esforço, dedicação e conhecimento elas vão se aperfeiçoando. E não é assim para tudo nessa vida? Então crie, aperfeiçoe, dê o seu melhor e sinta orgulho dele, que no fim da maratona, a sensação de ter conseguido percorrer tudo será infinitamente maior do que a sensação de ter chegado em primeiro lugar.

Abraços,

Imagens na postagem por: Nick Morrison e Michael Skok

Comente este post!

  • Jaque

    Deu um quentinho no coração ler o seu texto. Já me peguei tantas vezes pensando nos “e se…”, eu tinha um blog que tava crescendo com uma audiência legal e acabei largando por conta da faculdade. Muitas das pessoas que estavam comigo nessa época e continuaram hoje tem milhares de seguidores e estão muito bem como influenciadores, já me peguei questionando minha decisão diversas vezes, não é fácil. Ainda estou em busca do equilíbrio de uma produção de conteúdo saudável, não gosto desse “imediatismo” que as redes sociais criaram, gosto de criar no meu tempo.

    responder
    • Ava

      Também penso assim Jaque. Tenho a mesma sensação, parece que se eu tivesse continuado as coisas poderiam ser diferentes hoje. Mas ao mesmo tempo agradeço pelo que tenho. Não é tarde pra criar conteúdo e também, assim como você, quero criar de uma forma que não seja prejudicial.
      bjus

      responder
  • Claudia Hi

    Oi Ava! Nossa eu precisava ler isso. Ando exatamente nesse redemoinho de não saber o que fazer e de buscar motivos e entender qual o sentido de criar. Acho que por fim é uma busca sem fim. Porque nossa inspiração vem de vários lugares e é inconstante. O que acaba dificultando ainda mais o processo de criar com frequência.

    Espero que as coisas por aí fiquem mais claras pra você. É tão bom criar quando estamos inspiradas né!

    responder
  • Leslie Leite

    Oi Amada,
    Confesso que sinto essa correria de produção de conteúdo com outras redes, como o Instagram, por exemplo. Já o blog pra mim é um refúgio, a criação de conteúdo acaba sendo consequência da minha busca por paz num cantinho só meu na internet.
    E concordo com você, a não ser que a criação de conteúdo seja um trabalho, é importante permitir-se criar de forma orgânica e no seu tempo.
    Beijo, Blog Apenas Leite e Pimenta ♥

    responder
  • Emerson

    Interessante esse texto. Gosto muito de criar, seja textos, ilustrações ou até mesmo artes. Deixa a gente mais ativo!

    Boa semana!

    Jovem Jornalista
    Instagram

    Até mais, Emerson Garcia

    responder
  • Lovely

    This is so true! Thanks for this reminder! Have a great week!
    xoxo
    Lovely
    http://www.mynameislovely.com

    responder
  • Renata Carvalho

    Antes de mais nada, vc escreve muitíssimo bem, me fez refletir bastante, então parabéns por isso!

    É como vc falou, com o tempo a gente vai se aperfeiçoando na criação de conteúdo.
    Eu, mesmo criando posts para mim mesma, para ME agradar, simplesmente pq eu QUIS escrever sobre aquilo, sem a intenção de atrair um grande público para o meu blog e me tornar grande, ainda assim faço total questão de fazer uma coisa bem feita que eu possa sentir orgulho no final.
    E eu notei o quanto eu era desajeitada no início do blog, mas que com o tempo eu fui melhorando e me aperfeiçoando. É questão de treino mesmo.

    Beijos,
    Livro de Memórias

    responder
  • Juliana Ferreira

    Que reflexão maravilhosa, deu um quentinho no coração ler ela, foi tão boa, penso o mesmo

    Beijos
    http://www.pimentadeacucar.com

    responder
  • Ane

    Oi Ava! Adorei ler seu post, concordo com você. Coincidência ou não, eu estou criando hoje bem mais que criava antes, empolgada é a palavra! E como vc disse no texto, vamos progredindo e melhorando, perfeição talvez seja inatingível! Parabéns pelo novo template, ficou lindo!

    😘😀

    responder
  • Kinga

    Lovely post❤

    responder
  • Váh

    Bem interessante sua reflexão sobre o assunto.

    Eu tenho bastante dificuldade de entender que o que eu faço seja “criação de conteúdo”, pra mim é justamente o que você disse no início do post, ‘compartilhar a vida ou apenas transformar essa ferramenta em uma extensão dos meus pensamentos.’ Mas parando pra pensar é uma forma de criação e até de arte, ou seja, todo mundo cria conteúdos.
    Bacana pensar sobre isso.

    https://www.heyimwiththeband.com.br/

    responder
  • Camila Faria

    Perfeito Ava! Acho que uma das armadilhas da criação de conteúdo é achar que TEM que compartilhar tudo, que não dá para ficar “de fora” nem um dia etc. Acho perigoso isso até, vejo tanta gente estressada com essas pequenas obrigações diárias, pessoas que não conseguem ter um tempo offline… Criação de conteúdo, para mim, tem que ser algo mais leve e prazeroso, mesmo quando feito profissionalmente.

    Um beijo :*

    responder
  • Stephanie Ferreira

    Já me peguei tanto pensando “e se…” que me fazia até mal. Agora uso o blog como refúgio e crio mesmo, aquela criação como trabalho (porque eu vivo disso) em outras redes com todas as regras que as redes impõem. Amo que o blog é sempre nosso espaço, o mundo todinho muda e ele só muda se a gente quiser, da até um quentinho no coração ♥

    responder