Apenas Ava
Escrevendo

Mudando um pouco o rumo das coisas…

Há sentimentos que aparecem de vez em quando na nossa vida que simplesmente é difícil de ignorar. Você pode simplesmente fingir que ele não está lá, que não há nada que esteja te incomodando, mesmo que de leve, e simplesmente continuar vivendo a sua vida da forma em que ela se encontra. Mas, quanto mais o tempo passa, mais o incomodo aumenta, e esse sentimento que estava sendo ignorado, vem com toda a força de tal forma que você não consegue mais seguir em frente se não parar para ouvir o que ele quer falar para você. Não dá mais para ignorar. E é nesse momento que as coisas começam a mudar.

As mudanças acontecem de inúmeras formas, seja por fatores internos ou externos, há sempre consequências, boas e ruins. Mas mudar é bom. Pensando um pouco a respeito, poderia dizer que não estou onde eu gostaria de estar, mas não dá para saber se essa constatação de fato é ruim. Olho para frente e para as possibilidades e percebo que há uma infinidade de caminhos, e que a escolha, por mais clara que seja não é nem das mais fáceis.

Uma parte bem pequena, lá no fundo, quer muito permanecer acomodada. Para quê ter o trabalho de recomeçar, fazer algumas coisas tudo de novo, enfrentar uma mudança radical, por que simplesmente não permanecer como está? Já o resto, grita por essa mudança de ares, e está ansioso por essa nova empreitada, mesmo ela sendo tão assustadora.

Me sinto um pouco assim nesse momento. Geralmente quando estou prestes a fazer algo novo, eu fico um pouco parada por causa do receio das coisas todas acabarem dando muito errado, mas como vou saber se elas realmente vão dar certo se eu não tentar? A questão é, o que posso perder de significativo ao tentar, e depois de fazer esse raciocínio, acredito que posso tomar uma decisão mais certeira a respeito de toda a situação.

Não quero de forma alguma me arrepender de nada. Já tive arrependimento de mais para uma pessoa jovem, então, o que eu quero fazer é trabalhar para colocar esses “incômodos” em prática. Há muito tempo não senti a essa necessidade pura e simples de tomar outro rumo. Quem sabe onde esse sentimento pode me levar. Quais portas ele vai abrir, que mudanças ele vai proporcionar na minha vida e história de uma forma geral. Estou com medo, com certeza, mas talvez o meu maior medo nesse momento seja permanecer da mesma forma até o fim da minha existência.
Essa postagem pode até estar um pouco confusa, mas espero que tenha dado para entender um pouquinho do que eu gostaria de passar.

Um abraço bem apertado.

Featured image por: Tamara Menzi

You Might Also Like...

4 Comments

  • Reply
    Váh
    13/09/2019 at 11:20 am

    Nossa eu te entendo perfeitamente…
    Eu vivo essa questão de me manter acomodada ou tentar coisas novas e arriscar, é sempre um grande questionamento na minha vida, em várias áreas…
    E isso faz com que eu gaste muita energia e sofra. É complicado 🙁
    É bem isso que você falou medo de tentar coisas novas e medo de permanecer igual pra sempre.
    Enfim… boa sorte pra nós e consigamos nos sentir realizadas! ♥

    https://www.heyimwiththeband.com.br/

  • Reply
    Morgânia Lima
    13/09/2019 at 12:33 pm

    Olá!
    Querida sobre o que você escreveu, super entendo e muito.
    Porém quando você disse; “não estou onde eu gostaria de estar” – Então vá ao encontro de onde você gostaria.

    “Eu fico um pouco parada por causa do receio das coisas todas acabarem dando muito errado”, – NUNCA pense esse tipo de coisa, você é um ímã atraindo em sua direção tudo que você vibra. Logo vibre sentimentos bons e tudo vai dá certo.

    “Estou com medo” – O Eu Sou vive dentro de você, não tenha medo.

    E enquanto as possibilidades infinitas, sim é verdade, elas existem, e não é maravilhoso? Vá, e escolha a melhor para você. Acreditando, é simples meu bem. Siga em frente. Tudo já é seu!
    Beijos 🙂

  • Reply
    Camila Faria
    13/09/2019 at 2:50 pm

    Eu sempre digo que é melhor se arrepender do que fez do que não fez, sabe? A gente acha que tem todo o tempo do mundo para realizar nossos desejos… mas quando nos damos conta, já se passou uma década e estamos no mesmo lugar. Por isso meu conselho é: se joga! : ) : ) : )

  • Reply
    Simone Benvindo
    14/09/2019 at 12:38 pm

    Te entendo perfeitamente, sei o que é este sentimento. Mas a partir do momento que eu percebi que tinha que arriscar e acreditar mais em mim as coisas ficaram melhores. Esse sentimento não vai embora, a gente só tem que saber colocar ele de lado e falar para si mesma que a prioridade é a felicidade de viver o que acredita. ♥

Leave a Reply