Apenas Ava
Dramas

My Id is Gangnam Beauty e uma crítica aos padrões de Beleza.

Esses dias li um texto muito interessante intitulado de “the struggles of being a girl with a big nose (As batalhas por ser uma garota com nariz grande)” que me fez repensar sobre algumas coisas que passei na minha infância, por ser uma dessas garotas de nariz grande. E o mais engraçado é que esse texto me fez sentir vontade de assisti novamente My Id is Gangnam Beauty, por justamente ser um drama que confronta essa opressão social pela necessidade de que todos se encaixem em um padrão pré-estabelecido. O mais interessante é que isso fez com que eu realmente me lembrasse de inúmeros sentimentos do passado e repensasse até mesmo sobre algumas atitudes minhas do momento.

Mas primeiro, vamos falar sobre My Id is Gangnam Beauty?

My Id is Gangnam Beauty é um drama Sul Coreano de 2018 que aborda a história de uma garota, Kang Mi‑rae, que foi estigmatizada por sua aparência durante a infância e a adolescência. Por conta disso ela resolveu refazer o seu rosto por meio de inúmeros procedimentos cirúrgicos, antes de iniciar os estudos em uma faculdade de prestígio coreana. E assim começa o drama.

É interessante que nesse drama temos a perspectiva de inúmeras realidades. A da Kang Mi-rae, que não se encaixava no padrão e era excluída; apelou para as cirurgias plásticas para ser aceita, mas depois percebeu que até mesmo por conta disso ela era de alguma forma diferenciada das outras pessoas. E também temos a perspectiva de pessoas que são muito bonitas e estão do outro lado da moeda, que é o caso de Do Kyung‑seok o garoto de beleza única que também era excluído, não pelos mesmo motivos da Mi-rae, mas mesmo sendo uma pessoa “privilegiada” de alguma forma não deixava de ser uma pessoa solitária. Aparentemente ser belo abre portas de inúmeras formas, o que não é mentira, mas foi interessante a forma como o drama aborda a solidão tanto das pessoas estigmatizadas por estarem fora dos padrões, quanto das pessoas que tinham tudo de uma maneira tão fácil. Não importa o seu aspecto, todos sofrem de alguma forma, e o drama faz questão de abordar isso. É justamente essa a crítica.

My Id is Gangnam Beauty me fez enxergar que todos passamos por batalhas, mesmo que esteja convencionado de alguma forma, que por algum motivo, possamos ter determinado privilégio. Além do fato de que não importa a imagem que você transmita, se aqui dentro aquilo que você quer transmitir não está firme. Não adianta em nada você ter se tornado belo, e de alguma forma ter se encaixado nos padrões, e manter as antigas inseguranças; e também não importa o fato de você ter nascido com esse privilégio se isso te afasta das outras pessoas, ou é o motivo da sua infelicidade.

A mensagem é clara, todos esses padrões que a indústria da beleza nos impõe somente nos arrastam para uma dependência que aos poucos, a longo prazo, acabam com nossa confiança e amor próprio. Perdemos nossa identidade e saímos em busca de algo que em 99% dos casos é inalcançável, pois nunca seremos iguais a fulano ou sicrano que está na mídia. Aqui não condeno quem faz procedimentos, muito pelo contrário, se te fez/faz feliz, vai fundo, sem medo, mas seja feliz exatamente como você é, com ou sem cirurgias. Se tomou essa atitude, seja feliz com ela, o importante é você se sentir bem.

E é justamente isso que me fez repensar inúmeras coisas e aquele texto que citei também ajudou. Ser uma garota de nariz grande me causou inúmeros desconfortos durante a infância, e a vontade de poder fazer um procedimento cirúrgico assim que fosse possível era enorme. Mas a adulta de hoje, mesmo com algumas das antigas inseguranças é uma pessoa um pouco diferente. Independente das decisões que vá tomar futuramente, espero conviver com elas da melhor forma possível. Afinal, eu, e apenas eu mesma convivo comigo e com minhas escolhas. Não tem como fugir da nossa consciência, mesmo quando fingimos que ela não está aqui.

Recomendo para você o drama, caso alguém tenha a curiosidade, e que a cada novo dia possamos ser cada vez mais felizes com nós mesmo, independente de nossas escolhas. E para finalizar, deixo aqui uma das frases do drama que mais me chamaram a atenção:

A verdadeira beleza do perfume está no fato que não pode ser visto. O perfume é a única coisa linda que pode ser sentido mesmo de olhos fechados. Eu acredito que essa beleza intangível será um conforto de alguma forma para aqueles cansados desse mundo que só vê a beleza externa.

 

Abraços,

10 Comments

  • Reply
    Claudia Hi
    31/05/2019 at 9:11 am

    Oi Ava! Não conhecia esse filme. Mas pela sinopse parece interessante. É engraçado como pelo pôster parece ser um filme bem levinho de comédia romântica rs

    • Reply
      Ava
      11/06/2019 at 3:14 pm

      E é Cláudia. Mas mesmo sendo levinho levanta questões bem interessantes

  • Reply
    Priih
    31/05/2019 at 9:44 am

    Oi Ava, tudo bem?
    Parece bem legal essa produção. É dorama que fala, né?
    Eu tenho algumas questões com aparência também, mas penso que só farei/faria uma intervenção estética quando tiver certeza que é exclusivamente por mim, pra EU me sentir melhor, e não por pressão social.
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    • Reply
      Ava
      11/06/2019 at 3:21 pm

      Também penso assim Prihh.
      Abraços.

  • Reply
    Sabrina Santiago
    03/06/2019 at 8:18 pm

    Engraçado como as vezes passamos a vida ignorando como a opinião dos outros ainda nos pressiona. Eu mesma, que sou uma dessas garotas de nariz grande, testuda e de cabelos cacheados, só fui perceber aos 21 anos como as vezes em que me acharam feia na infância ou na adolescência mexeram comigo. Enterrei o sentimento através de bom humor, de inteligência e de foda-se, mas enquanto eu não fui capaz de reconhecê-lo, ele permaneceu aqui. É uma jornada, né, Ava? Obrigada por contribuir para a minha. É a primeira vez que visito seu blog e me sinto feliz por tê-lo feito pra ler isso. Você arrasa!

    • Reply
      Ava
      11/06/2019 at 3:24 pm

      Oii Sabrina,
      Me sinto muito feliz ao ler seu comentário. Seja sempre bem vinda. É verdade que as vezes, mesmo sem perceber, nos deixamos influenciar, mas o importante é buscarmos sempre o equilíbrio e tentarmos estar sempre bem com nós mesmos. Bjus

  • Reply
    Taís
    10/06/2019 at 9:45 pm

    Durante minha adolescencia passei varios desconfortos por tb ser uma menina de nariz grande. Demorou muito pra eu me ”aceitar” e realmente não ligar pra isso, de entender e de me livrar das amarras de um padrão de beleza irreal. Interessante essa abordagem do dorama, ainda mais na Coreia do Sul que existe MUITO essa obcessão por esse padrão de beleza

    • Reply
      Ava
      11/06/2019 at 3:26 pm

      Comigo também Taís, mas chegou um momento que eu simplesmente não me importei mais. Sei lá, é cansativo tentar se enquadrar e ser igual. No fim algo que é diferente acaba sendo um destaque positivo. Também fiquei chocada, pois a Coréia do Sul é um dos países com maior número de cirurgias plásticas, e ver esse debate ser levado para as tramas me pareceu bem positivo. Abraços.

  • Reply
    Kelen de Oliveira Vasconcelos
    21/06/2019 at 4:23 pm

    Oi Amiga!
    Ainda não vi esse drama, mas já tá na lista.
    Gostei muito do que compartilhou conosco, realmente sempre tem aquele pedacinho da gente que queremos mudar. Mas no geral, temos que nos amar do jeito que somos, mudando ou não mudando nossa aparência.
    Bjos
    http://www.kelenvasconcelos.com.br/

  • Reply
    Alê
    09/07/2019 at 12:11 pm

    Que coisa mais linda e sensível essa analogia com o perfume!

Leave a Reply